segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Desenhos: linhas e deformações

Eu não gosto nada de ouvir as pessoas dizendo: "eu não sei desenhar". Inclusive este é um assunto infindável entre os arte-educadores, artistas, e "rabisqueiros" em geral: o que é saber desenhar? É saber copiar a realidade mimeticamente como faziam os artistas clássicos? Com luz e sombra; proporção de sete cabeças; observação da anatomia etc.? 


Bem, eu prefiro muito mais um desenho espontâneo e experimental. É claro que me encantam os grandes desenhistas, porém, ao contrário do que se imagina, há grandes desenhistas que o senso comum diria que não sabem desenhar. 


Também é depreciativa esta ideia de que é "só sentir". Não! Para desenhar também se pensa, se encontram soluções para representações de narizes, mãos, pés, os mais difíceis de se desenhar, na minha opinião. 


Lecionei para crianças muito inteligentes durante quase quatro anos além de observar a produção infantil em outros espaços. É muito interessante é bonito ver quando uma criança cria uma solução sua para representar a figura humana, por exemplo. Quando surge um desenho autêntico que não ambiciona copiar um traço pré-existente. É a coisa mais linda! 


Aqui vão uns desenhos de traço e rabisco dos quais gosto muito. Também acho que pra se encontrar o "traço perfeito" é necessário testar, praticar, errar e abandonar a borracha, de preferência.








Um comentário:

  1. Fiz um link desse texto! está no meu post de hoje!
    Bj
    PAola

    ResponderExcluir