segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Africanofagias Paulistanas, 05 de novembro de 2011

O sábado, 05 de novembro, foi um dia muito especial. Além de reencontrar e reunir amigos que admiro pelos sentimentos mútuos e por suas pesquisas sobre cultura, história e arte considerando a parcela negro-africana da população, tive o imenso prazer de ver um projeto antigo realizado com o aval de uma das instituições de promoção de arte e cultura mais respeitadas do país, quicá, da América Latina.

O público da mesa redonda composta por Dra. Regiane Augusto Mattos, Prof. Dra. Vanicleia Silva Santos e pelo doutorando Milton Silva Santos, mediada pelo curador e crítico de arte Alexandre Araujo Bispo, cujo tema foi Africanos em terras paulistanas, foi chegando aos poucos. Começamos com oito pessoas e terminamos com umas 30. É difícil acordar cedo no sábado, porém o esforço é absolutamente necessário e gratificante!

A discussão foi muito rica e espero que no dia 12 de novembro, tenhamos mais adesões. Afinal de contas não é a todo momento que existe a possibilidade de realização de uma importante ação como esta.

As visitas temáticas ainda ficaram a desejar devido à ausência do público esperado. Entretanto, não tenho dúvidas de que Alana, Laise, Gabriel e Marcos (MAS), André e Wilmihara (MLP) e Victor (Pinacoteca) terão a chance demonstrar o quanto se prepararam para estas mediações tão especiais.

Na parte da tarde o Curimba em companhia da majestosa Bernadete foram muito felizes nas escolhas do "play list" e conseguiram entusiasmar o público que estava no octógono da Pinacoteca apreciando obras de arte e música, samba de raiz, de lavadeiras, sim, sinhô!

Agradeço à oportunidade dada pelos fabulosos diretores da instituição (Marcelo M. Araujo e Ivo Mesquita) e ação profissional (e companheira) de Paola Cavallari (produção), Alexandre Araujo Bispo (coordenação) e Solange Nascimento Ardila (educação).

Sábado tem mais, segue o link da programação que está no site da Pinacoteca do Estado e imagens deste encontro tão feliz!


Abertura da primeira mesa redonda "Africanos em terras paulistanas".

Apresentação da Dra. Regiane Augusto Mattos sobre as populações africanas que foram trazidas diretamente para São Paulo.

Apresentação da Prof. Dra. Vanicleia Silva Santos (UFMG) sobre amuletos e conhecimentos relacionado aos mandingas.

Arguição do doutorando Milton da Silva Santos sobre o fenômeno dos babalorixás em São Paulo.

André, educador do MLP, levando suas dúvidas à mesa redonda.
 
As apresentações geraram muitas perguntas.

Todas muito pertinentes.

Público atento.

Respostas precisas.

O público na apresentação do Curimba e de D. Bernadete.


D. Bernadete, puxadora da Escola de Samba Peruche.



As flores do Curimba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário